Fale Conosco

Carreiras Internacionais

Diferenciais:

Ficou para trás o tempo em que somente os acontecimentos locais influenciavam a nossa vida. Nos dias de hoje, empresas encontram grandes oportunidades de negócios em mercados externos; acontecimentos em países vizinhos podem afetar oportunidades de cooperação e investimentos – ou até segurança; instabilidade políticas no Oriente Médio abalam o preço do petróleo; crises internacionais afetam nossa estabilidade econômica; e oportunidades emergem constantemente para quem deseja expandir seus horizontes profissionais. Sem dúvidas, as relações internacionais, isto é, as interações entre os países e suas consequências, influenciam nossas vidas de forma relevante.

Somos parte de um mundo que se renova o tempo todo, em sua economia, suas leis, sua cultura e sua política. E, porque este movimento cria grandes oportunidades, é preciso estar preparado para saber aproveitá-las. Conhecer as particularidades do mundo em que vivemos é essencial para nossa inserção, de forma competitiva e consciente, no mercado de trabalho e na vida global.

Uma carreira internacional é baseada na compreensão de como os ambientes interno e externo se relacionam, e na interpretação de como esse relacionamento afeta os negócios das empresas, dos governos e da sociedade como um todo.

O mercado de trabalho vem passando por mudanças importantes, e as carreiras internacionais ganham impulso neste cenário, devido à crescente necessidade de profissionais que criem laços entre o Brasil e o ambiente internacional: ter profissionais capazes de interpretar e agir em temas que transbordem as nossas fronteiras se faz cada vez mais necessário.

No Brasil, são duas as principais áreas dentro das carreiras internacionais:

  • Concursos públicos – por meio desses processos de seleção, o candidato aprovado estará apto a ocupar cargos de servidor público, na área internacional;
  • Especialização – por meio de cursos de pós-graduação, em Relações Internacionais ou Direito Internacional, o aluno estará preparado para cargos no setor privado e na área acadêmica.

Conheça alguns exemplos de carreiras internacionais.


a) Carreira de Diplomata do Ministério das Relações Exteriores – MRE

Ser aprovado no Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD) é a forma mais tradicional de ingressar em uma carreira internacional.

O Instituto Rio Branco (IRBr), vinculado ao Ministério das Relações Exteriores (MRE), é responsável pela formação do corpo diplomático brasileiro. O Instituto precisa de mão-de-obra especializada constantemente: desde a sua criação, em 1946, houve concurso de seleção todos os anos, sem exceção!

O diplomata ocupa cargos em embaixadas e consulados brasileiros ao redor do globo, e tem como responsabilidade a defesa dos interesses do país no mundo, por meio de negociações comerciais, políticas e econômicas.


Verdades sobre a Carreira de Diplomata

  • Toda graduação em ensino superior é válida;
  • Não há limite de idade para realizar o concurso;
  • Não precisa ser poliglota, mas ter Inglês em nível avançado e conhecimentos básicos de Espanhol e Francês;
  • Todo ano tem concurso, desde 1946;
  • Não há indicações políticas para ocupar o cargo; basta ser aprovado no CACD.


Para atingir o objetivo da aprovação, é primordial que sua preparação seja realizada no curso que tem 100% da aprovação nacional, desde 2011.

Quer ser Diplomata? Faça CLIO / Damásio Educacional


b) Oficial de Chancelaria do Ministério das Relações Exteriores (OfChan/MRE)

O cargo de Oficial de Chancelaria também é vinculado ao Ministério das Relações Exteriores (MRE), e possui uma função administrativa.  É atribuição do profissional manter as representações brasileiras no exterior em funcionamento, o que exige capacidade de negociação com autoridades estrangeiras e consciência das necessidades do corpo diplomático brasileiro e das leis de países estrangeiros.
Assim como o diplomata, o Oficial de Chancelaria passa parte de sua carreira em Brasília e outra parte em cidades nas quais se encontram representações diplomáticas brasileiras.

Você sabia...
... que o Brasil é o país da América Latina com a maior quantidade de embaixadas ao redor do mundo? São, hoje, 138 embaixadas, espalhadas por todos os continentes. Todas as representações brasileiras no exterior demandam a presença de diplomatas e oficiais de chancelaria.


c) Analista de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (ACE/MDIC)

A economia de um país depende do sucesso de suas estratégias de comércio exterior. Nada mais natural, portanto, que uma das mais relevantes oportunidades de carreira internacional seja oferecida pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).  
O Analista de Comércio Exterior (ACE) atua em atividades do governo federal relacionadas ao comércio internacional, a exemplo de negociações internacionais e elaboração de políticas e gestão de comércio exterior.

 d) Oficial de Inteligência da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN)

As atividades de inteligência podem ser definidas como o conjunto de ações orientadas para a produção e difusão de conhecimentos, com o objetivo de auxiliar no planejamento, execução e acompanhamento das políticas de Estado. A Agência Brasileira de Inteligência é o órgão que planeja, executa e coordena essas atividades.
Conforme a Lei nº 11.776, de 17 de setembro de 2008, as atribuições do Oficial de Inteligência relacionam-se a produção de conhecimentos de inteligência, ações de salvaguarda de assuntos sensíveis e atividades relacionadas à segurança da informação.

 

 


Campanha 2017.2 Clio